MPT prorroga inscrições

Jornalistas que quiserem concorrer aos R$400 mil do Prêmio MPT de Jornalismo têm mais uma semana para inscrever seus trabalhos. O prazo final, que se encerraria nesta sexta-feira (5/5), foi prorrogado para 12 de maio. Um dos maiores em valores do Brasil, o concurso reconhecerá matérias e imagens que se destacarem na investigação e a denúncia de irregularidades trabalhistas.

São oito as categorias em disputa: Jornal ImpressoRevista Impressa, Radiojornalismo, Telejornalismo, WebjornalismoFotojornalismoUniversitário e Repórter Cinematográfico. Os inscritos também poderão concorrer nas especiais Fraudes Trabalhistas – concedida à melhor reportagem sobre esse tema – e MPT de Jornalismo, com status de Grande Prêmio, entregue à melhor reportagem dentre os vencedores Nacionais.

Assim como em 2016, o prêmio será dividido em duas fases. Na primeira, Regional, os trabalhos serão analisados por cinco júris regionais: Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sul e Sudeste. Os vencedores dessa etapa, em cada categoria, passarão para a segunda fase, em que serão conhecidos os vencedores Nacionais.

Cada vencedor regional receberá R$ 5 mil, enquanto os nacionais terão duas escalas de premiação: R$ 10 mil nas categorias Universitária e Repórter Cinematográfico, e R$ 15 mil para as demais. Já cada reportagem vencedora dos dois prêmios especiais receberá R$ 45 mil. Os prêmios não são acumulativos.

Com a mudança no prazo de inscrições, também aumentou o período de publicação das reportagens inscritas. Serão aceitos trabalhos veiculados entre 2 de maio de 2016 e de 12 maio de 2017. Mais informações, ficha de inscrição e regulamento estão disponíveis no premiomptdejornalismo.com.br.

* Vale lembrar que a iniciativa integra a base de dados do Ranking dos +Premiados da Imprensa, e rende 15 pontos para o primeiro colocado de cada categoria regional, 25 para as nacionais e 55 para o Grande Prêmio (metade dos pontos para cada integrante em caso de trabalhos em equipe).

Deixe uma resposta

*